QEdu traz dados inéditos e discute grandes desafios da educação brasileira

Foto: Freepik

 

O QEdu completa 10 anos de existência em 2022, consolidado como um dos maiores portais de dados educacionais abertos do Brasil, com mais de 6 milhões de acessos por ano e presente em mais de 4 mil cidades. Para celebrar esse marco na trajetória do QEdu e discutir alguns dos grandes desafios da educação brasileira, como alta desigualdade e baixos índices de aprendizagem em matemática, acontece no dia 30 de novembro, no Insper, em São Paulo (SP), o evento “10 anos de QEdu”, com a presença de pesquisadores, educadores e secretários de Educação.

Entre os painelistas confirmados estão Luiz Miguel Garcia, presidente da Undime Nacional; Márcia Bernardes, presidente da Undime-SP; e Chico Soares, professor emérito da UFMG. Desde a sua criação, o QEdu tem contribuído para demonstrar a necessidade do uso de evidências nas tomadas de decisão em educação. Neste momento de transição de governos e de pós-pandemia, em que é preciso um olhar cuidadoso para a recomposição das aprendizagens dos estudantes e para questões como o abandono e a evasão escolares, a atuação do QEdu ganha ainda mais relevância.

No evento, às 9h, serão apresentados dados inéditos sobre o percentual de estudantes com aprendizado adequado em Língua Portuguesa e Matemática nos anos iniciais e finais do Ensino Fundamental e no Ensino Médio, tabulados a partir dos resultados deles no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) 2021, além de dados sobre a educação técnica e profissionalizante no País. O objetivo é um só: auxiliar a sociedade como um todo e, em específico, formuladores de políticas públicas, gestores e educadores na compreensão do atual cenário educacional no País para que, a partir disso, possam ser discutidos caminhos para a solução dos desafios postos. Haverá ainda o lançamento de uma plataforma voltada a professores, para ajudá-los na elaboração de melhores avaliações em sala de aula. Essa parte do evento terá transmissão ao vivo no YouTube do canal Futura.

Além do lançamento de dados inéditos, a palestra de abertura terá Ernesto Faria, diretor-fundador do Iede; José Francisco Soares, professor emérito da UFMG e ex-presidente do Inep; e Olavo Nogueira, diretor-executivo do movimento Todos pela Educação, trazendo um panorama da educação básica brasileira e elencando prioridades para próximo governo.

A programação, que vai até às 18h, conta ainda com quatro painéis de discussão sobre os seguintes desafios da educação brasileira:

1. Alta desigualdade;

2. Profissionalização da gestão;

3. Baixos índices de aprendizagem em matemática; e

4. Permanência Escolar.

Os dois primeiros e os dois últimos acontecem de forma simultânea e é preciso optar por um deles no momento da inscrição. Acesse a programação completa.

Entre os nomes confirmados nas mesas de discussão, estão Luiz Miguel Martins Garcia; presidente da Undime Nacional; Márcia Bernardes, presidente da Undime-SP; e Maurício Holanda Maia, que foi secretário de educação de Sobral (CE) e do Estado do Ceará.

“O QEdu nasceu quando o País estava criando uma cultura de acompanhamento dos resultados das avaliações externas de aprendizagem. Hoje, 10 anos depois, devemos celebrar o impacto da plataforma e a contribuição no monitoramento do direito à educação”, afirma Ernesto Faria, diretor do Iede.

O evento é organizado pelo Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (Iede), centro de pesquisas na área de Educação que, desde 2020, é gestor do QEdu e de suas plataformas: QEdu Gestão, QEdu Países e QEdu Analítico. A participação é gratuita e precisa fazer inscrição. A plataforma QEdu tem o apoio institucional da Fundação Lemann, B3 Social, Itaú Educação e Trabalho e da Fundação Roberto Marinho. Já o evento conta também com o apoio do Futura, Fundação Telefônica Vivo, Insper, Cátedra Sérgio Henrique Ferreira, do Instituto de Estudos Avançados da USP-RP, Instituto Gesto, Instituto Península, Instituto Sonho Grande, Undime-SP e UNICEF Brasil.

Lançado em 2012 pela Fundação Lemann em parceria com a Meritt, o QEdu é um dos maiores portais de dados educacionais abertos do Brasil, com média de 6 milhões de acessos por ano e presente em mais de 4 mil cidades. Na plataforma, é possível ter acesso a informações sobre a aprendizagem dos estudantes a nível nacional, por região, estado, município e também de todas as escolas públicas, além do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de cada localidade, taxas de rendimento, de distorção idade-série, infraestrutura das escolas, dados contextuais e estudos, que fornecem um panorama detalhado sobre a Educação Básica brasileira. Desde 2020, o QEdu é gerido pelo Iede, responsável por sua recente reestruturação e criação das plataformas QEdu Gestão, QEdu Analítico e QEdu Países. Importante destacar também que o QEdu oferece às redes de ensino interessadas formações gratuitas sobre o uso de dados educacionais e possui uma rede com representantes de todas as regiões do Brasil, a Mevi (Multiplicadores de Evidências), incumbida de disseminar o uso de dados em educação.

SERVIÇO:
Evento 10 anos do portal QEdu
30 de novembro de 2022, das 9h às 18h
No Insper (R. Quatá, 300, em São Paulo-SP)
Programação completa e inscrições: QEdu 10 Anos
Transmissão da palestra de abertura no YotuTube do canal Futura: Canal Futura – YouTube
Portal QEdu: https://qedu.org.br

Com informações de Lecticia Maggi, do Portal Iede, e de Maria Estrella, da Approach

COMO CITAR ESTE CONTEÚDO:
Redação EducaBrasil. QEdu traz dados inéditos e discute grandes desafios da educação brasileira. EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 2022. Disponível em <https://educabrasil.com.br/qedu-traz-dados-ineditos-e-discute-grandes-desafios-da-educacao-brasileira/>. Acesso em 23 fev. 2024.

Comente sobre este conteúdo: