Um olhar para o “cuidado” de quem ensina

Qual o significado do gesto de uma professora quando percebe um aluno desorientado no seu primeiro dia de aula? Partindo dessa e de outras observações práticas e teóricas, a professora doutora Marília Pinto de Carvalho, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP), examina a cultura escolar e as práticas docentes nas primeiras quatro séries do ensino fundamental. “Procurei constatar a presença ou não de práticas de “cuidado” na escola primária observada e como elas eram definidas”, explica a professora no livro No Coração da Sala de Aula: gênero e trabalho docente nas séries iniciais.

A fim de compreender o fazer no interior da escola com a relação entre professores e seus alunos, Carvalho investiga o conceito de “cuidado”, cujo contexto se fundamenta em estudos teóricos sobre as relações de gênero. Tenta, nessa perspectiva, construir uma abordagem sociohistórica do termo “como conjunto de práticas contextualmente produzidas”. Dedicando um capítulo inteiro do livro (o segundo) para analisar o conceito, a autora mostra o “cuidado” como uma forma histórica da relação adulto/criança, passando pelo entendimento de um ideal ético e outras abordagens.

Além da dimensão teórica do estudo, a professora apresenta e analisa uma pesquisa empírica baseada em entrevistas com quatro professoras e um professor e em observações nos espaços coletivos e em salas de aula de uma escola da rede pública estadual de São Paulo. “Em suas falas, tentei apreender os nomes e os lugares reservados às práticas que eu identificava como cuidado, as formas e contextos que encontravam para legitimá-lo. E, finalmente, busquei indícios sobre os processos de formação profissional e/ou socialização que os teriam levado àquelas concepções e àquelas práticas de cuidado“, esclarece Carvalho na introdução do livro.

Sobre o trabalho docente e as contribuições da pesquisa, a professora argumenta na conclusão: “Se a princípio eu percebia vagamente que alguma coisa era diferente no trabalho das mulheres professoras do primário, se essa diferença parecia de alguma maneira articulada a idéias sobre feminilidade e maternidade e se, por outro lado, era quase sempre apreendida nas pesquisas educacionais como falta ou inferioridade; ao final do percurso empírico e teórico junto a essas cinco pessoas e seu trabalho, posso afirmar que essa diferença vem de uma prática de cuidado infantil, de atendimento individualizado e integral aos alunos, no interior da escola primária.”

Professoras e professores contam com seus esforços individuais, segundo Carvalho, para enfrentar os desafios da rotina em sala de aula. Isso decorre de um não-reconhecimento do “cuidado” na prática docente, observado em outras atividades, como psicologia, enfermagem e serviço social. Sobre a formação desses profissionais diz: “…as habilidades para o cuidado não são discutidas ou desenvolvidas nos cursos de formação inicial ou contínua, na reflexão pedagógica sistemática, nem fazem parte do conhecimento acadêmico sobre o trabalho docente”. As conseqüências dessa constatação, alerta a autora, “contribui para desqualificar o trabalho e a profissão”.

Nas palavras da professora Marilia Pontes Sposito, da FEUSP, que apresenta a obra, as “contribuições contidas neste livro não se esgotam apenas na compreensão mais rica do fazer docente à luz das relações de gênero e do universo relacional que caracteriza essa profissão. O estudo apresenta um quadro rico e cuidadoso da cultura escolar e dos aspectos menos visíveis das rotinas e afazeres em que professor e professoras, por caminhos ambíguos e contraditórios, tentam ser sujeitos de sua prática”.


Livro: No Coração da Sala de Aula: gênero e trabalho docente nas séries iniciais
Autor(es): Marília Pinto de Carvalho
Editora: Xamã
Páginas: 247
COMO CITAR ESTE CONTEÚDO:
MENEZES, E. T. Um olhar para o “cuidado” de quem ensina. EducaBrasil. São Paulo: Midiamix Editora, 1999. Disponível em <https://educabrasil.com.br/um-olhar-para-o-cuidado-de-quem-ensina/>. Acesso em 12 jun. 2024.

Comente sobre este conteúdo: